segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Desejos para 2010

Boas entradas!


Ainda a propósito de 2009, ano em que tudo caiu a pique, é com muito orgulho que posso afirmar, que a Salsicha foi a única coisa que cresceu no País. A crescer desde Março de 2009, tem actualmente 13.350 metros (1 visita ao Blog = 1 metro), o que já por si só permite ligar a Pontinha à Buraca com uma Salsicha inteira (ir e vir). O meu agradecimento a todos que têm contribuído para este crescimento!

Quanto a 2010, espero que, o ano novo me traga algumas destas coisas:

- gostava que os meus ossos fossem tão rijos como os do Papa
- gostava de ser escutado como o Sócrates, mas que não apagassem aquilo que digo
- gostava de me vestir à Djaló, ter a pistola do Miguel, e o novo cabelo do Bruno Alves, para poder entrar no torneio de matraquilhos da Damaia
- gostava de ver o BI do Cláudio Ramos
- gostava de ir cantar aos Ídolos e dizer à Roberta Medina: “Você é memo bacana, show di bola, beleza, eu amo você”
- gostava de ser reformado da Banca, ter sido o Rei das off-shores, ser arguido até aos cabelos, e continuar a usar o jacto privado e segurança da empresa
- enfim... ser feliz!
Happy New Year - 2010 - The year of the Sausage (segundo o New York Times)

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

As 10 maiores Mentiras de 2009




1) “A mim ninguém me cala” (Manuela Moura Guedes)

2) “Paulo Bento Forever” (José Eduardo Bettencourt)

3) “Vou cumprir o meu mandato” (Pedro Santana Lopes)

4) “Eu gostar muito da meu filha” (Natália Zarubina, mãe biológica de Alexandra)

5) “Jogo melhor à bola que a minha namorada” (César Peixoto)

6) “Há anos que não vejo o Batatoon” (Maria José Nogueira Pinto)

7) “Não gosto de Robalos” (Armando Vara)

8) “Nunca cuspo, engulo sempre” (Maitê Proença)

9) “Ainda tenho muita pele para esticar” (Maya)

10) “O meu computador é mais seguro que o Magalhães” (Aníbal Cavaco Silva)

domingo, 13 de dezembro de 2009

Ovo Kinder Adulto

Os japoneses inventaram o presente perfeito para este Natal... ou talvez não...



à venda no Pingo Doce de Janeiro a Janeiro

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Agarra-te Constâncio!

Agarra-te se puderes!



Se cada um de nós pusesse os olhos no Governador do Banco de Portugal, provavelmente a taxa de desemprego não chegaria aos 10% em 2010, como parece ser inevitável.

É verdade que muitos o criticam por dormir a sesta na hora do serviço, mas também seria difícil adivinhar que era logo a seguir ao almoço que Oliveira e Costa, Jardim Gonçalves e Rendeiro se encontravam para combinar os esquemas das off-shores à margem da supervisão do Governador, que geralmente tem uma palavra a dizer na escolha das ilhas paradisíacas.

Mas também é verdade, que ninguém o pode criticar no seu árduo combate ao desemprego, começando desde logo por agarrar com unhas e dentes o seu posto de trabalho.

Perspectivando que o seu patrão não terá dinheiro para lhe pagar o salário no próximo ano, antecipa-se, e sugere um aumento da facturação da empresa que o emprega, que por acaso é o Estado.

Ok. Somos nós, os Contribuintes, que através do aumento dos impostos vamos aumentar a facturação do Estado, mas que não tem importância para este caso, onde devemos é salientar a coragem e persistência do Dr Vitor Constâncio que procura assim manter o seu posto de trabalho, mesmo que depois do almoço continue a optar por entrar em lay-off para bater uma boa soneca.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

SCP - Sporting Clube do Povo

Para mim ser do Benfica, é ser Português, ser do Povo. E o que me afastava do Sporting até aqui, era exactamente o contrário, o seu tom elitista. Mas depois de ver este vídeo, percebi que o Sporting mudou de estratégia. Agora sim, vou repensar numa aproximação ao novo clube... do povo. A entrada do Presidente Bettencourt no palco é o momento alto do vídeo:


sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Lidl Fashion

Que pena a menina não estar de frente... eu comprava!


E quem disse que a moda se esgota na Revista Vogue ou na Máxima? Esquecem-se que a “Dica” da semana Lidl, lança sempre novidades espectaculares, muito úteis, e sempre a metade do preço.... E dizem logo as más línguas: “ah, o casaco é muito curtinho”. E por 9,99 € queriam que o casaco viesse inteiro?!

Fica a sugestão de moda do Salsicha, para surpreenderem as vossas namoradas. Por favor, não digam que vão da minha parte...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

O Cromo infiltrado


Ídolos. Gosto muito. Não porque se trata de um programa que descobre boas vozes no panorama musical português, mas porque o formato original é o de achincalhar os candidatos a “ídolos”. É este o sucesso do programa no mundo inteiro, é isto que dá audiências, e é disso que eu gosto nos Ídolos. O achincalhanço.

O Júri tem um papel fundamental no sucesso do programa, e tem obrigatoriamente, de ser composto por mestres do achincalho. Os conhecimentos musicais são o último dos pressupostos para escolher o Júri. Importante é largar umas postas de pescada com nível: “ouve lá, a tua mãe já te ouviu a cantar, hã?!” ou então “épa, parece que estás na sanita a gemer”. Resumindo, é preciso ter elegance.

Nesta edição a Produção dos Ídolos foi mais longe e conseguiu inovar, colocando um dos Cromos ao lado do Júri. Pedro Boucherie Mendes. Quem??! (é o que está na ponta esquerda de quem está de frente para o Júri). Tem um ar algo vesgo, e o seu achincalho é sempre estudado, preparado e mal encaixado. “Épa, tu fazes tanta falta ao Ídolos como um porta chaves a uma lata de sardinha”, ou então, “Ouve lá, é mais fácil meter um elefante numa caixa de fósforos do que tu ganhares os Ídolos”. Ou seja, é um Achincalho muito amador e mal amanhado, sem qualquer tipo de espontaneidade. Deve ter feito uma lista em casa, e vai picando as graçolas uma a uma até dizer todas.


Para ajudar, o seu passado recente como responsável da Revista Maxmen e depois FHM, tornam a coisa ainda mais caricata. Estamos perante um rebarbado profissional, que não consegue disfarçar, na presença de uma boa febra. E é nesse preciso momento que decide fechar o seu livro “Achincalhanços para Totós”, e sai-se com: “Tu quando entraste na sala sentiu-se qualquer coisa, pá. Tu entras, e a sala muda”. Chama-se erecção, Totó.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Operação Justiça Negra III

Operação "Mãos Sujas" - brevemente



É verdade que não temos a Justiça mais justa do Mundo. Certo. Não temos a Justiça mais célere do Mundo. Ok. Não temos o Bastonário da Ordem dos Advogados mais bem falante do Mundo. Discutível. Mas uma coisa é certa.: temos os Casos de Justiça mais bem apelidados do Mundo: Face Oculta, Apito Dourado, Noite Branca, Operação Furacão... verdadeira criatividade nacional. É o melhor da nossa Justiça.

E a boa notícia é que os estúdios de Hollywood não andam a dormir, e já se mostraram interessados em comprar os direitos dos títulos para os filmes blockbuster que estão na calha para 2010: Batman – A Face Oculta, Harry Potter e o Apito Dourado; Peter Pan na Noite Branca; e Rambo VII – Operação Furacão.

Só lamento que o Caso Freeport não tenha um título digno, como: Operação “Roupa Justa” ou “Kung-Fu Gang” ou “Luvas Diamante”... foi pena.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Trabalhar trabalhar trabalhar...

Erica Fontes - brevemente num DVD perto de si


Apresento-vos Erica Fontes. A primeira estrela porno nacional com “ar não badalhoco” do mercado cinematográfico português. Tem 18 anos, e começou a ver filmes para adultos aos 14. Ou seja, em apenas 4 anos (tempo de uma licenciatura pré - Bolonha), conseguiu pôr os ensinamentos em prática, o que diz muito do seu potencial. Promete ser a nova estrela nacional e abrir a mente do povo português.

No seu primeiro filme ‘O Diário Sexual de Maria’ (disponível em DVD na Feira Erótica de Lisboa, já este FDS!), Erica faz uma cena de sexo oral e vaginal com o actor Ângelo Ferro, outro estreante. "Demorámos um dia a filmar e senti um pouco de prazer", confessa. Quer isto dizer que esteve bem melhor que muitos desgraçados que tiram a Licenciatura, e no seu primeiro dia de trabalho, não têm qualquer prazer.

Sublinha ainda que quer “fazer mais filmes e trabalhar muito. Não penso em ser uma estrela e chegar a Hollywood. Vivo um dia de cada vez”. Se Portugal tivesse muitas Ericas com esta vontade de trabalhar, metade dos problemas do Eng. Sócrates estariam resolvidos. Hajam braços e pernas e venha o trabalho.

Vejam o vídeo... da entrevista (claro!) aqui.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Ai Jesus...

equipa quase tão boa como a do Benfica

Que grande treinador! Podem dizer que fala mal, que tem ar de taberneiro, arruaceiro, que veste mal, mas temos de concordar que o homem percebe de bola. De que me valia o Quique Flores que era um senhor, que falava bem, que vestia bem, charmoso, mas que apenas se revelou um bom comedor de gajas? Em Portugal os bons treinadores têm de ser feios, porcos e maus... e mascar pastilhas do boca aberta. Grande Jesus, és o Deus da Luz.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

É a tradição, estúpido!


Um dos melhores argumentos para justificar a estupidez, é a Tradição. Touradas de morte, é Tradição. Circo com animais, é Tradição. Tiro aos pássaros, é a Tradição. Estalo que rebenta com o tímpano de um miúdo no Colégio Militar, é a Tradição.

Diz o Pai do agressor do colégio militar: "Ele dizia-me muitas vezes: 'Se eu me portar mal, dás-me duas palmadas porque és meu Pai, mas nós ali temos de ser Pais de 50 ou 60 miúdos.' E funciona assim há duas décadas."

Ahhhhhh, já estou mais descansado…. Se já se rebentam tímpanos há duas décadas, é porque já tem estatuto de Tradição, logo é algo a preservar! São vinte anos a aviar tímpanos, ou seja, muita experiência de quem avia. De certeza que a técnica já foi aperfeiçoada, e nunca houve um caso em que o jovem tivesse ficado sem os dois tímpanos ao mesmo tempo. Se o estalo vem da esquerda, o tímpano da direita não sofre, e vive versa.

O importante é que ninguém acabe com a Tradição.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Estranho caso...


Hoje reparei numa coisa muito estranha no balneário do Ginásio. O vidro separador entre os duches é fosco. Normal. Não estamos na tropa, onde não há divisórias, e o perigo de apanhar o sabonete do chão, é real. Ali não. Ali é coisa fina. Cada macaco no seu duche, com o seu sabonete.

O que não é normal, é que alguém tenha raspado a película fosca dos vidros, criando uma zona transparente que permite espreitar para o duche do lado, ao nível da zona do Juvenal. E isto, em quase todos os vidros que separam os ditos “machos” musculados.

Ou seja, estou a imaginar que um indivíduo tenha entrado nos duches, com uma chave de fendas escondida não sei onde (nem quero saber), e devagarinho tenha raspado, cada dia um bocadinho, as suas “janelas de prazer”, por onde passou a vislumbrar os Juvenais.

Digam-me que isto é normal e que as meninas também fazem isto!?

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Mexe-te!



Decorreu ontem a 1ª Corrida do Aeroporto, com percurso de 10 km. Quando ouvi falar desta prova, até pensei que fosse lá em Alcochete, e a minha primeira reacção foi baldar-me: margem sul, calor, sol, areia, deserto... nahhhhh. Mas depois de investigar, percebi que era já ali, na Portela. E pensei: lá ou cá, vou fazer figura de camelo de qualquer forma, porque não.

Domingo, 8 da manhã, toca o despertador. Hoje é o dia. Não sou um maluquinho das corridas, mas tenho um amigo que é. E é ele que puxa por mim: “anda lá, tás a ficar com barriga. Qualquer dia não consegues ver o Juvenal”. Argumento mais do que suficiente para me pôr a mexer.

E lá fomos. O percurso começava algures ao lado das pistas dos aviões, passava no Parque das Conchas no Lumiar, e voltava ao ponto de partida. Pelo meio, tinha uma incursão pelas ruas que ladeiam a Musgueira, o que contribuiu em muito, para eu bater o meu recorde pessoal da distância.

No final, valeu a pena. Algum esforço que é compensado por nos sentirmos vivos. E que o diga, a porra de uma velhota que parecia a super avó, à minha frente. Cabelo grisalho, algo corcunda, mas com pernas bem musculadas. Uma mistura de Sócrates, Ferreira Leite, e Vanessa Fernandes. Chiça. Penico!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Porque hoje é Sexta: Reflexão de Fim de Semana

Exemplo do movimento de prevenção


Já alguém viu alguém a espirrar para o braço, mais precisamente para a parte de dentro do cotovelo? Será que algum dia vamos ver? “Ai que vou espirrar, ai, ai ai... queres ver que não vou a tempo.. ai ai caramba,... vou já dobrar o bracinho...”. Panichas. Não seria mais lógico tossir para o sovaco para acabar de uma vez com o vírus?

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Sua doida...


O que vês nesta fotografia:

a) Maitê Proença sofre de uma doença neurológica (Síndrome de Estupidite)
b) Maitê Proença corta o cabelo como pedido de desculpa aos portugueses
c) Maitê Proença gostava de ser um cavalo, e como tal segura dois rabos de cavalo
d) Maitê Proença é um Fantoche, e tal como o Cócas, tem os olhos esbugalhados, pois não deve ser confortável ter uma mão enfiada por trás

A Fantoche já veio pedir desculpas, e alega que o povo português não tem sentido de humor. Foi tudo brincadeirinha, cara! Ahhhh, assim tá bem. Já vi o vídeo novamente, e realmente está muito engraçado... Ó Maitê vai levar na bunda, vai!
As desculpas e o video estão aqui.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Porque hoje é Sexta... há coisas boas:

Passar com o rato na mão


- Obama, prémio Nobel da Paz. Ah e tal, levantam-se as vozes do contra, é muito cedo, ainda não fez nada... Pá, o homem não nasceu em Krypton nem tem um caracolinho a cair na testa.

- A Selecção Nacional joga amanhã à moda antiga, ou seja, a jogar e a fazer contas de cabeça... Como acredito que Ronaldo e companhia não são bons de números, a passagem está sempre garantida... “eles empataram, tinham mais 4 pontos, mas menos 7 golos, nós ganhamos, mas apenas por 2 golos, e vão 4, tira 6, mais 3... épa, parece que conseguimos...”.

- A publicidade da TMN “7 milhões de Originais”. Gosto muito. Meia cara de um e meia cara de outro. Fala um, fala outro. Muito original e com impacto. Parabéns aos criativos! No site da TMN podem fazer o vosso Original. Eu bem tentei fazer uma Manuela Moura Sócrates, mas a página deu "erro: não juntar egos grandes com bocas grandes".

- E ainda este Vídeo filmado, sem cortes (!), por alunos da Universidade do Quebec no Canadá. Não é preciso dinheiro para fazer Criatividade! Depois do Video de Chicago na abertura da nova season Oprah, fiquem com este:





Ah... e já agora, quem passou com o Rato na mão da menina, é um grande Tarado! Bom Fim de Semana! I gotta feeling...

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Só até 31 de Outubro...

Promoções? Eu vou!



Para os mais distraídos, o Corte Inglês está com uma Promoção a não perder: Outubro é o mês da Ménage. Para não andarem perdidos(as) é no Piso 5. Os Descontos vão até aos 50%... Hoje já lá deixei meio salário...

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Cogumelos Peltzer


Com a derrota do Benfica, o dia parecia perdido, quando afinal foi salvo com a conquista do Grande Prémio do passatempo promovido pelo estaminé do Fernando Alvim aqui.
Vou ali ao Maxime e já venho.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O homem que parece que aconteceu não sei o quê

É impressão minha ou a Declaração do Presidente da Republica foi muito parecida com esta:


quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Rentrée, Obama e Manuela Ferreira Leite

Apenas a tatuagem é obra do Photoshop

Estou de volta. Depois de ter sofrido várias pressões dos 3 leitores deste Blog achei por bem voltar. As ameaças já roçavam a violência virtual, no sentido em que recebi mensagem do tipo: “ou escreves ou meto-te o virus “Brad Pitt” pelo Blog acima que apaga tudo o que é fotos de gajas”. Épa, calma lá... então aqui vai:

Tenho acompanhado com grande entusiasmo a corrida eleitoral. Indeciso no meu voto, tenho procurado alguém que esteja perto da figura Obama, que muito admiro. Sabendo da impossibilidade de termos o Obama original, procurei um Obama imitação. Um Obama puxibéque. E claramente, Manuela, tu estás lá. Esqueçam a cor da pele, e vejam lá:

Obama segue uma política de reaproximação à ilha de um Ditador. Manuela também.

Obama fala mal português. Manuela também.

Obama tem uma figura familiar, o pai de todos. Manuela é a avó de todos.

Obama tem uma cabeleira que resiste a qualquer tornado, não mexe. A Manuela também.

Obama é elegante e tem o escroto extremamente enrugado. Manuela é elegante e tem o rosto extremamente enrugado.

Ah Manuela, Manuela...Sim nós podemos..., mas cheira-me que não queremos.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O micro Professor

Vai uma bolinha?


Na passada quarta-feira desfez-se um Mito em Liechtenstein. Sempre pensei que o Professor Carlos Queiroz fosse uma espécie de Professor Bambu. Alguém superior, em que a bola de cristal dava lugar à bola de catchum. E esta bola seria perfeitamente domada pelo Professor, conseguindo antecipar as jogadas do adversário, com tácticas ultra super muito à frente, só ao alcance dos Professores e não dos Treinadores.

Para mim, os maus resultados estavam relacionados ou com o relvado mal cortado, ou com o tempo, ou com o calção justo a roçar na virilha, ou com os árbitros, ou com a Carolina Salgado. Nunca com o Professor. Até aqui eram apenas circunstâncias do próprio jogo, e que rapidamente seriam invertidas e transformadas em vitórias consecutivas, rumo ao Mundial de África do Sul.

Imaginava que o Professor pudesse dar tácticas para dentro do campo deste tipo: “Simão, altera para 3-4-3, estica o Losango”, ou então “Bruno Alves, passa curto por fora, fazendo a incursão de baixo para cima”.

Infelizmente havia um microfone junto ao banco de suplentes que apanhou as mensagens lançadas pelo Professor para os seus jogadores: “Épa, joga no Nani que está fresco, porra. Olha o Nani está fresco. Para o Nani que está fresco!!” ou então “Sobe agora, sobe, sobe, sobe, sobe, sobe”. E eu: “Fosgassse. What the fuck?!”. Cai um Mito pelo micro.

Vamos ver o lado positivo: depois de seremos eliminados na fase de qualificação, Queiroz poderá sempre vender gelados nas lindas praias na África do Sul: “Olha ó gelaaaaado fresquinhooo. Tá memo memo fresquiiiiinho, porra!”.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Perder


A vida continua. Mas continua de forma diferente. Fica um vazio triste e angustiado que que não consegue ser ocupado por ninguém, porque na verdade, as pessoas são insubstituíveis.


À distância parece mais fácil. De perto, sentimos que a nossa fortaleza, indestrutível e mágica, afinal, é feita de areia que ao mais pequeno sopro, se desfaz.


“Se Deus existe, vai ter de explicar muita coisa.” – Woody Allen

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Gripe K

Catherine Zeta-Jones em estado febril


Todos os dias ocupo 3 minutos do meu tempo a pensar em novos negócios. Não mais de 3 minutos. E isto coloca-me um problema: as ideias que me surgem são sempre cópias do que já existe. Acabei por desenvolver um lema: não vou reinventar a Roda, mas vou pôr-lhe uma boa Jante.

Ou seja, quando soube das “Festas da Gripe” em Inglaterra, onde pessoas infectadas com o vírus H1N1 se juntam a outras que querem ser infectadas, com o objectivo de serem logo tratadas ficando imune à gripalhada que aí vem, pensei: aí está um bom negócio para trazer para Portugal em regime de Franchising.

Já tentei contactar a família Rocha, proprietária de todas as Discotecas em Portugal que tenham Kapas no nome, como sejam, a Kapital, o Kubo, a Taska, o Kuduro (brevemente)... para lançarmos a Discoteca “Gripe K”. Obviamente mantendo o nível na selecção das pessoas que tentam a sua sorte à entrada:

- Porteiro (P): Boa noite.
- Jovem candidato à Gripalhada (J): Boa Noite. Somos 4 pessoas.
- P: Têm Boletim das Vacinas?
- J: Não...
- P: Então vão ter de pagar contágio mínimo.
- J: E quanto é?
- P: São 30 euros por pessoa, com direito a um espirro ou dois apertos de mão.
- J: Ok. E a que horas é que abre a pista?
- P: Vai abrir agora às 2:00h, com 12 pessoas com muita febre, tosse, vómitos e alguma diarreia...
- J: Boa! A noite promete! Obrigado.

Discoteca Gripe K – Saturday Night Fever!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Afinal somos Grandes

Portugal é daqueles países mal julgados. Os europeus acham-nos porcos, os americanos julgam-nos africanos, os africanos consideram-nos uma tribo Sarakolé, e os asiáticos não sabem do que estou a falar. Mas a verdade é que valemos muito mais.

Maria Zilda Ribeiro é natural de Sousa, concelho de Vagos, e sem esta mulher, o Homem poderia não ter chegado à Lua, com a bandeira bem cosida. Foi há 40 anos, mas ainda hoje não se avistam buracos no pano, e olhem que na Lua faz um vento do caraças. Ainda ontem choveu a potes e inundou parte da sua zona histórica.

Gabriel de Abreu, filho de madeirenses, criou o logótipo do Mundial África do Sul 2010. Um símbolo que irá perdurar para além do Campeonato do Mundo de Futebol, e correr os “quatro cantos do Globo” (esta expressão parece do Gabriel Alves). E mais uma vez, um português! Ok. Um luso descendente. E dizem vocês: “Ele nem português sabe falar...”. Mas o pai fala madeirense... não chega para ser considerado português?!!

Gestrudes da Silva Dias, transmontana, empregada doméstica de Michael Jackson durante os últimos 23 anos. Foi a última pessoa a dialogar com o Rei da Pop, em vida: “Ó xenhor Mikael, tome lá este comprimidinho que fui buscar ali à Farmácia. É mais forte que os outros mas bai ber que se bai sentir melhor, menino”.

Bo, cão de água português, habita a Casa Branca fazendo parte da família Obama. Ladra, corre, arrota, coça os tintins em público, e cospe para o chão. Agora não me venham dizer que não é mesmo português! E a pergunta que se impõe:

Existe mais alguém à face da Terra, a quem o Presidente dos EUA limpe o cocó? Só um Português! Somos Grandes, porra!

segunda-feira, 20 de julho de 2009

O amor é Lindo...


Finalmente uma boa notícia de verão! Fiquei com pele de galinha quando li o post-it colado no meu monitor: “Não vais acreditar. Vai ao site da Luciana Abreu”. E lá fui eu. Foi fácil encontrar. Estava nos meus "Favoritos" catalogado como "Badalhocas com ar de anjinho".
Os meus pelinhos do peito (neste momento são 5) levantaram todos, tal foi a minha felicidade por saber que afinal o amor puro e verdadeiro existe! A Floribela encontrou, depois de tanto procurar, o seu príncipe encantado no reino do Leão: Yannick Djaló.

No início, pensei... “hummm estranho, então o rapaz nem com uma bola se ajeita, quanto mais com as duas da Lucy!?”. Mas depois as coisas começaram a fazer sentido. O Djaló acaba por fazer uma boa troca: deixa o Miguel Veloso por outra loira, mas mais leve, com muito mais curvas, e com um penteado muito mais versátil. A Lucy, finalmente encontra o seu aconchego, que entrou na sua vida de “forma muito sublime” nas suas próprias palavras retiradas da sua carta aberta aos fãs. É uma peça de leitura obrigatória.

Algumas pérolas da prosa escrita por ambos:

Ela:

“Sempre vos disse desde o início que só entregaria o meu coração a um homem que tivesse os valores e os princípios que sempre idealizei: humildade, generosidade, amizade, simplicidade, um coração de ouro, fidelidade, ambicioso, trabalhador, amável, elegante, extremamente educado, protector, muito humano e charmoso”. – Porra, não admira que não o encontrasses.

“Por isso meus queridos amigos, vocês serão os primeiros a saber, não só em Portugal mas sim no mundo inteiro, que fui pedida em namoro à minha MÃE como sempre sonhei com um lindo ramo de flores e uma aliança fora do normal, muito especial.”. – Aliança fora do normal??! Vê lá bem Lucyzinha, tu és tão inocente, não vá isso ser um anel vibratório para te dar uma mão irrequieta. Malandro!

Ele:

“É com grande prazer e orgulho, que partilho com vocês um dos momentos mais felizes da minha vida, pois finalmente encontrei a mulher dos meus sonhos com quem quero passar o resto dos meus dias. A mulher que eu sempre idealizei por dentro e por fora. Ela é a minha cara.” – Ó Djaló, quando te vi a rematar à baliza, desconfiei que sofrias de miopia. Agora tenho a certeza....

“Nunca pensei que existisse uma mulher com um coração do tamanho do mundo, com uma personalidade tão forte, com uma ambição tão grande, uma tremenda força de vencer e ao mesmo tempo uma flor, de tão delicada que é.” - Pois, pois... dizias o mesmo do Miguel Veloso.

O amor é lindo... enquanto dura.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Nós os 27


Não. Não vos vou escrever sobre a Europa. Vou reflectir sobre algo que vai arrasar a Europa, e que não nos vai apanhar, a nós, os 27 deste Blog.

Ao contrario do Governo, este Blog tem um Plano de Contingência para a Gripe A. Por isso peço-vos que não divulguem este plano ao Sócrates. Um espirro daquele nariz, é capaz de rebentar com o Governo inteirinho e ainda chega para infectar as duas Manelas (a Leite e a Guedes), o Constâncio, e com sorte chega ao Bernardino Soares e ao seu Bovino. Meio caminho andado...

O outro meio, será pôr em prática o nosso Plano de Contingência que nos vai safar, para poderemos conquistar a Europa, e rebaptiza-la como a Europa dos novos 27, a Irmandade da Salsicha. Teremos muitos tachos para distribuir: Debbie (Ministério do Sexo), Capitão Microondas (Ministério do Aquecimento Global), Pepper (Ministério da Culinária), Aninhas (Ministério das coisas terminadas em inhas), Cabra Nazi (Ministério da Defesa das Minorias), Mónica (Ministério dos Pensamentos), e todos os outros talentosos futuros políticos de uma Europa unida à volta de uma ideia: manter e preservar a Salsicha europeia em todo o seu comprimento e envergadura.

O meu plano é bastante parvo mas muito simples. Esqueçam a treta de lavar as mãozinhas a toda a hora como se fossem donzelas queques. É um bocado panasca. Dúvido que Deus ao criar a Gripe A tivesse pensado numa solução tão rabeta.

A solução só podia estar em algo que se forma no nosso corpo há milhões de anos e nunca ninguém percebeu para que serve. Mas eu sempre acreditei que tinha um propósito divino, e que um dia iria salvar a Humanidade: os macacos do nariz! Exactamente. Eles serão o nosso “escudo” nesta batalha contra o Vírus H1N1. Esqueçam os lenços, e deixem que os macacos se reproduzam até ao momento em que mal podem respirar, sinal que o filtro anti vírus está pronto a ser utilizado! Não é fácil, e tem efeitos secundários, tal como começarem a falar que nem fanhosos, como eu neste momento, mas valhe benhe a penha! Acreditchem!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Undo

Samantha Fox

“Undo is a command in many computer programs. It erases the last change done to the document reverting it to an older state.” in Dicionário do Salsicha a Metro (british version)

Um dos filmes que mais marcou a minha adolescência foi “Back to the Future”, e todo o seu Universo mágico, que me transportava para outro Mundo. Participava nele, um dos meus heróis dos anos 80 que dá pelo nome de Michael J. Fox. Também é verdade que nos anos 80, quase todos os nomes acabados em Fox, despertavam em mim uma sensação de excitação...

Viajar no tempo. Fiquei fascinado com a ideia de andarmos para a frente e para trás na linha da nossa vida. Imagino o Carlos Cruz a poder fazer Fast Forward para ver se ainda está vivo na altura do seu julgamento, ou então Rewind para recordar os seus amigos de infância de 13 e 15 anos, com quem brincava nos intervalos do “Um, Dois, Três”.

Isto tudo, com a particularidade de podermos alterar o nosso futuro com pequenas atitudes no passado. Bastava ter brincado com a Bota Botilde nos intervalos do programa, e hoje, tudo poderia ser diferente (pelo menos a Bota deixava de ter aquele sorriso).

Se hoje tivesse a oportunidade de entrar no mítico carro DeLorean para acelerar em direcção ao meu futuro, não o faria. Nem tão pouco remexer no meu passado. Queria apenas algo mais simples: uma possibilidade de podermos fazer Undo, desfazendo a nossa última acção.

Dava tanto jeito:

Manuel Pinho faz corninhos ao Bernardino - Undo (curiosamente o único deputado com ar de forcado, enfrenta o único ministro com ar de bovino)

Pais deixam bebé de 2 anos, regressado do México, no infantário – Undo (cheira-me que quem deveria andar no infantário, eram os pais)

Benfica renova por mais 2 anos com Nuno Gomes – Undo (já pensaram em aproveitar o rapaz como motorista da equipa de Futsal?)

Michael Jackson tem cerimónia fúnebre no Staples Center – Undo (era a mesma coisa que em Portugal fazer uma cerimónia à Amália na Papelaria Fernandes)


E tu, que Undo farias?

terça-feira, 30 de junho de 2009

O Mundo gira ao contrário...


Ele há coisas do camandro. E quanto mais tempo passa, menos percebo das coisas que se vão sucedendo no Mundo. Tento relacionar, encontrar uma lógica, mas não consigo. Alguém consegue?!

Como é que é possível que o Michael Jackson tenha feito tantas e tantas plásticas, e a Manuel Ferreira Leite nem sequer um Lifting faz. Será pedir muito? Manela, não é mudar de cor, é só esticar um bocadinho...

A Playboy. O que é aquilo?! Agora, a revista para machos vem embrulhadinha num plásticozinho?! Ai que bonito... Que paneleirice! “Ah, é para não se folhear e obriga a comprar”. Mas há algum macho que se preze que não traga a Playboy para casa?

Madoff. O homem já vai para os 72 anos de idade e leva com 150 de prisão. É tudo à grande. Por cá, somos um país de recursos escassos, e já há algum tempo esgotaram os anos de prisão. Não temos para dar. Ponto final. Estamos apetrechados ao nível de gatunos, ladrões e xupistas, mas depois falta-nos os anos de prisão para dar.

Gripe A. Mas ninguém faz nada?! O vírus anda aí, propaga-se à velocidade do Nuno Gomes (ok. Digamos que um bocado mais rápido), e as mortes e transmissões não param. E o que é que os Governos fazem?! Seria pedir muito para adaptarem ao caso da gripe, a lei do tabaco? Exemplos: “Neste edifício é proibido espirrar” “Espirrar pode matar” “Não espirre. Pela sua saúde” “Este voo é um voo não espirrador” e claro a “Zona de Espirros”. É só uma ideia...

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Em busca do Cabelo Sagrado


Ontem foi dia de cortar a trunfa. Como sempre, fui à Ana, única pessoa à face da terra habilitada a deixar-me com ar de tótó acabadinho de sair do Coiffeure. Vejo-a, sensivelmente, a cada 3 meses, tempo suficiente, para que o meu cabelo comece a tomar uma estranha forma de penico.

Mas o tema central deste post não é o meu cabelo, mas sim o da Ana. Em 3 meses tinha-lhe crescido muito. Geralmente tem o cabelo curto, a tapar-lhe a orelha, e ontem quase que lhe tapava o rabo. “Deve ser um novo Shampoo Kerastase com extractos de adubo. Inventam tudo”, pensei eu. Sem tempo de me prolongar no meu pensamento, interrompe-me: “Sabe que tenho uma surpresa para a sua colega, que também vem cá hoje para me ver. Ela andava sempre a pedir-me que pusesse extensões.... e cá estão!”.

Lá se foi a teoria do adubo, dando origem, à estranha prática das extensões. Já tinha ouvido falar, mas nunca visto de perto, nem pensado sobre o tema. Ela mostrou-me aquilo de perto, e o que me veio à cabeça foi: “What the fuck?!”. Basicamente é cabelo de alguém, que o deixou crescer, colado ao nosso. Não se sabe bem de quem. Ainda perguntei se seria cabelo de pessoas mortas, que possam ter assinado uma papelada para doar o seu cabelo, tal como se doam os órgãos. Mas não, nada disso.

Explicou-me que o cabelo vem da Índia, apesar de não cheirar a caril. Existe uma seita indiana que deixa crescer o cabelo a favor de um Templo sagrado, que depois o utiliza para vender, ganhando dinheiro para o seu restauro. Sim sim. Mais um bocadinho e contava-me a história do Indiana Jones e o Templo do Cabelo Sagrado...

A minha questão é simples: se querem cabelo comprido, não valia mais, deixar crescer, em vez de andarem a passear o cabelo de alguém que nunca deve ter visto um Shampoo à frente? “Ah...e tal... demora mais e eu quero já”. É o problema da sociedade moderna, em que o tempo não dá tempo ao tempo. Como eu sou um gajo moderno, vou ali fazer umas extensõezinhas à barba, porque logo à noite vou sair ao Bairro Alto, e já volto.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Elton Fucking John


Estou “vai não vai” para fazer isto:

Passar pelo Pavilhão Atlântico, ir até ao Guichet e lá vai disto:

Salsicha - “Bilhetes para o Concerto sff”
Guichet - “E quantos vão ser?”
Salsicha - “Todos”
Guichet - “Como assim?”
Salsicha - “Quero Cadeiras, Plateia, lugares VIP, lugares em pé, Camarotes, Laterais, WCs, tudo!”

O Pavilhão Atlântico só para mim.... e para o Elton. Mas não lhe digo nada... surpresa. No Domingo lá vou eu, sento-me mais ou menos a meio da sala, sozinho. O artista faz de artista e entra com 30 minutos de atraso. Avista o piano vermelho e senta-se. O Pavilhão parece-lhe escuro, e os óculos de sol, àquela hora, não ajudam.

Não se apercebe que está vazio, e interpreta o silêncio como bondade e respeito dos portugueses, que mal conhece. Afinal já lá vão 17 anos desde a última actuação em Portugal, e 9 anos desde a sua famosa fugida para o amor, no Casino Estoril, deixando quem tinha pago bilhete, a olhar para o seu belo piano de cauda, tranquilo e silencioso.

Mas continuando: eu faço questão de que ele sinta o vazio: “Hi John. It’s just me. Go on” (tradução: Olá João, sou só eu, o Salsicha, avança.). Parece-lhe estranho mas julga-me um fan fanático, e uma espécie de sheik tuga com rios de dinheiro para fazer face aos seus caprichos. E avança com “Can you feel the love tonight”, quando de repente é interrompido pelo meu toque polifónico “Hey Fuck You” dos Bestie Boys. Deixo tocar 2 vezes e atendo. Chamada rápida. Levanto-me e num passo apressado em direcção à saída, despeço-me: “Sorry John, I forgot that I’m going to the movies today. I’m seeing: “Fuck you, Fuck you very much”.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Dar corda aos Saltos


Foi neste estado cansado e lastimável que ficou a grande vencedora da última Corrida de Saltos Altos em Nova Iorque. Agora, chegou a vossa vez! Estou certo que as mulheres portuguesas vão correr mais rápido e melhor, e vão mostrar ao Planeta que as melhores pernas do Mundo não vão para o Real Madrid, mas pertencem sim, a uma das 300 “atletas de cidade” que irão participar no próximo Domingo no sprint de 260 metros junto ao Café In na zona ribeirinha de Lisboa. Levem bananas e vão largando pelo caminho... o Rio é mesmo ao lado, e assim despacham alguma da concorrência.

Nos últimos dias tenho dado por mim a olhar para o infinito e a imaginar-me sentado numa cadeira junto à meta, de mãos atadas e pés amarrados, tronco nu, e a avistar lá ao longe 300 mulheres de saltos altos e elegantes, a gritar histericamente, e a correr desalmadamente, atropelando-se, puxando cabelos, para serem a primeira a tocar-me... mas depois... triste e dura realidade: fui substituído por um cheque de 1.000 euros, entregue à vencedora.... snif snif. Crueldade.

terça-feira, 16 de junho de 2009

O Melhor Dinheiro do Mundo não estica!


Acho um exagero dizerem que o Ronaldo vai ganhar exageradamente bem no Real Madrid. Acho exagerado. Não vai ganhar assim tanto. Façam as contas, e vão ver que, no final do mês, ainda tem de ir ao BES.

Aquele menino bebe garrafas de Champagne a 20 mil dólares por noite; tem a mãe Dolores para sustentar, e pela figura da senhora, não se deve ficar por uma saladinha de rucola às refeições, e depois ainda tem de pagar os sonhos das duas irmãs: Kátia quer ser cantora com a voz de Deus não lhe deu (entra com o guito Ronaldo que a mana quer cantar e gravar CDs), a Elma quer ser estlista (mais guito Ronaldo, que a menina quer lojas de roupa que ninguém compra com a marca CR7), e depois vem o Hugo, que já não se fica pelo Casal Ventoso, e exige que o pó venha da Colômbia, pois a outra faz-lhe azia e tem de andar a tomar Eno, o que torna o preço um pouco mais caro, sem contar com o IVA, pois tá claro.

E ainda só vamos nos gastos familiares. Agora acrescentem as namoradas. O silicone não é barato, e reparem que qualquer menina que queira apenas dormitar, nem que sejam escassos minutos, na melhor cama do Mundo, tem de ter um belo par de mamas, e quando não as tem, quem paga?? (entra Ronaldo). E por fim, os carros. “Ó Rony, já não gosto dos Ferraris, vêm sempre na mesma côr, e os airbags são maiores que os meus. Manda vir aquele com bancos traseiros para sentires um verdadeiro airbag à abrir.” (manda vir Ronaldo).

Dito isto, um salário de 18 euros por minuto, não me parece assim tanto.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Ai que bom!


Coisas boas na agenda:

2 Feriados seguidos
1 Ponte
Fim da caça ao Voto
Sol
Praia e bolas de Berlim
Estónia – Portugal na Quarta (depois da Albânia, ninguém nos mete medo)
Marchas Populares
Manuela Moura Guedes faz ponte na Sexta (é uma ordem!)
Santana Lopes vai abrir o Summer Sessions do Sasha em Portimão
Miguel e Paulo Portas vão jantar à casa da mãe
SL Benfica não vai perder no Fim-de-Semana
Mega Pic Nic Modelo com Tony Carreira e Popota (o filho dos dois, Mickael, também vai)

De que é que este País se queixa?!
E deixo-vos uma pergunta para reflectir na praia: Como é que Cavaco diz que perdeu grande parte dos seus investimentos, quando tinha Dias Loureiro como Conselheiro?

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Pela Verdade Desportiva


Estou incrédulo. A tenista romena de 17 anos, Simona Halep (na foto), actual campeã júnior de Roland Garros, vai mandar operar os seus seios, reduzindo o tamanho de 34 DD para um número, ou dois, abaixo. Considero isto um atentado ao estilo Taliban! Se há coisa bonita no Ténis, são as bolas a bater... ora na linha, ora fora, ora dentro, ora acima, ora abaixo.

Tal como o Rui Santos, o comentador desportivo mais mal vestido da televisão na Europa, eu também sou adepto da Verdade Desportiva, e vou lançar, tal como o Rui, uma Petição para que a Verdade Desportiva não seja alvo de bisturi.

Defendo que apenas um Ténis transparente e natural pode afirmar-se no âmbito do Mundo Desportivo com Fair Play. Não se pode operar algo que nos foi dado por Deus de forma graciosa: “Olha, toma lá umas mamas grandes” “Ah..., obrigado mas vou mandar reduzir porque os meus Ases não estão a sair como eu quero.”

Uma coisa é o Nuno Gomes deixar crescer o cabelo e usar fitinha para prender o cabelo, outra coisa era se ele, de repente, metesse umas mamas de silicone, só porque agora quer começar a parar e amortecer bolas com o peito, ficando ali com duas almofadinhas...

Ó Simona, pergunta lá à nossa Michelle Brito se ela vai operar a garganta para deixar de dar aqueles gritinhos eróticos: ahhhh, uhhhh, ihhhh... Ai dela! Viva a Verdade Desportiva!

segunda-feira, 1 de junho de 2009

O verdadeiro “TAU” da questão

Queridas amigas, ajudem-nos nesta questão: Um “tau” aplicado no momento certo, é considerado espancamento ou extremely exciting?

Aqui fica o momento da indecisão masculina, retratada de forma cómica, no filme, “Along Came Polly” com Ben Stiller e Jennifer Aniston.

Vamos lá, ajudem-nos, ou levam um TAU!


sexta-feira, 29 de maio de 2009

Para quando um Ditador Sex Symbol?

Sei que Kim Jong-il é fan do meu Blog, mas só o consegue ler às Terças, dia em que não tem lançamentos de mísseis previstos na Coreia do Norte. Assim, aproveito hoje, para dizer umas verdades sobre Ditadores, e mostro-lhe, que a mim ninguém me cala.... a não ser às Terças.

Antes de mais, quando olho para os Ditadores da História da Humanidade, pergunto-me: é o cinema que imita a realidade ou a realidade que imita o cinema? É que em ambos os casos, os Ditadores são feios, baixos, vestem mal e não mostram os dentes. A única excepção que confirma a regra, é mesmo Salazar, que pelos vistos tinha uma vida de sucesso com mulheres, o que o retira da "lista de homens com problemas de sexo e que se vingam no povo", e coloca-o na "lista de homens com muito sexo, mas que se vingam no povo na mesma".

Será que ainda está para nascer o Ditador do século XXI, com um palminho de cara, costas em V, com abdominais esculturais e com dentes? Uma pessoa que vista Armani, cheire a Versace e transmita o sex appeal do George Clooney? (foi uma amiga que me disse que ele tinha isso!)

Agora, para aquelas ditaduras que queiram estar mesmo muito à frente, escolham uma Mulher! Com a altura da Heidi Klum, a cintura da Kate Moss, o traseiro da Jennifer Lopez, o olhar da Adriana Lima, o temperamento da Angelina Jolie, as pernas da Anna Kournikova, os lábios da Scarlett Johansson, e as maminhas também podem ser desta, e a voz da Odete Santos (caso contrário seria uma modelo normal). Com esta Ditadora, todos os mísseis seriam bem vindos!

terça-feira, 26 de maio de 2009

Sir. John Valley

Simpatizo com o homem e não sei porquê. É daquelas pessoas que sabemos que é um trafulha (gosto desta palavra) do pior, capaz de vender sem ter, capaz de prometer sem entregar, capaz de fazer acreditar, mas no final até lhe acho graça, até porque nunca me burlou directamente, e isso, só tenho de lhe agradecer, e conta a seu favor!

Ele consegue enganar meio Mundo sem corar, sempre com bom ar, gordinho, rosadinho da boa pinga, a passear-se nas ruas mais ricas de Londres no seu Bentley, que nem um verdadeiro Lorde (literalmente). Um verdadeiro Sir John Valley Tuga.

Não é como a Fátima Felgueiras, chunguinha, que ao fugir, escolheu o Brasil, e foi esconder-se nas favelas. Ninguém sabia dela. Sem classe! Este não. Ah é para fugir.... hummmm, pode ser Londres. Casa ao lado do Elton John, que eu gosto de adormecer ao som da música do Rei Leão.

Ontem, lá saiu mais uma sentença, de mais um Tribunal, mais uns anitos de prisão para o recluso João Vale e Azevedo, que maçada... Mas para acalmar quem só lhe quer mal, ele também já disse, que está disponível, para ser extraditado para Portugal, sem problemas, e de forma voluntária. O único entrave a esta situação é o BI que afinal é falso... mas ele já mandou tratar na Loja do Cidadão, no novo formato Cartão Único. Está pronto em 2024.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Foi Justiça (a culpa é do Sócrates)

“Com o tempo aprendes que, com a mesma severidade com que julgas, tu serás, num determinado momento, condenado.”

William Shakespeare, por volta de 1611, in Correio da Manhã, referindo-se à pivot Manuela “tou a ser entalada que nem gente grande” Guedes da TVI.


sexta-feira, 22 de maio de 2009

Mini-Saia


Adoro mini-saias. Para mim, é seguramente a melhor invenção na categoria “roupa com pouco pano mas extremamente sexy”, sendo ultrapassada apenas pela cuequinha fio dental (não confundir com fio dentário, apesar de se poder igualmente passar com ela nos dentes).

A minha revolta começa, quando vislumbro uma mini-saia (como aconteceu hoje aqui no café da frente), que está a ser puxada de forma permanente para baixo, como se de um estore se tratasse. Amigas, se não se sentem confortáveis com o tamanho de uma mini-saia, não usem! Agora, vestir a mini-saia, e andar o dia todo a puxa-la para baixo, como que, a tentar que ela tape os joelhos... sou contra! A mini-saia tem direito de ser mini-saia, caso contrário, chamava-se “estica-saia”.

O fio dental também tem aquela coisa chata de se meter lá para dentro, e nunca vi uma mulher a tentar tira-lo para fora (em público!). Por isso, fica aqui o meu apelo em defesa das mini-saias oprimidas deste País: mulheres e amigas, usem e abusem das mini-saias, mas dêem-lhes liberdade! Eu vou aplaudir... de pé!

terça-feira, 19 de maio de 2009

Pequenos Recordes


Sou um coleccionador compulsivo de recordes... dos outros. Ou seja, em vez de andar feito parvo a tentar bater recordes, ando atrás dos feitos dos outros, que é mais confortável e não dá tanto trabalho. Aqui ficam alguns Recordes que eu sigo e admiro:

- A TVI não culpa o Sócrates de qualquer coisa, há precisamente 3 horas 23 minutos e 35 segundos.

- Não se regista um assalto à mão armada no Dolce Vita Tejo há 7 horas 49 minutos e 15 segundos.

- A Manuela Ferreira Leite não recebe uma chamada na linha laranja (808 20 2009) desde o telefonema do Marques Mendes a perguntar se podia ir fazer xixi.

- A Clara de Sousa está a conseguir manter a sua relação há precisamente 1 semana e 2 dias e 4 horas.

- Esta é a 3527 ª vez que Santana Lopes está numa corrida eleitoral e promete aguentar-se no cargo mais de 6 meses.

- O Jorge Palma mantém o recorde do “bota abaixo 7 garrafas de Whisky e aguenta-te em pé” nos Globos de Ouro.

- Imbatível e pela 12 ª vez consecutiva o Benfica vence a “Liga dos jogadores mais bonitos e que davam boas Cheerleaders mas enganaram-se na ficha de inscrição”.

- A Elsa Raposo mantém as pernas juntas há precisamente 2 dias 13 horas e 47 minutos, dado o alerta médico, que não recomenda grandes movimentos separatistas, no pós-operatório da micro-plástica aos lábios.

- O Bruno Alves não acerta com os pitons na parte lateral da canela de um jogador há precisamente... ohh, acabou de acertar no treino da manhã... Lá se foi o Recorde!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Sushi Alentejano


Imigrou e viveu no Japão, onde aprendeu a arte da cozinha nipónica, sem nunca esquecer a sua costela alentejana, regressa a Portugal, com um novo conceito no bolso: criar o Sushi Alentejano. Esta poderia ser a história do Sr. Eduardo, mas não é.

Na realidade, é uma história muito mais simples, de um homem simplesmente chef de cuisine. O Sr. Eduardo (Eddy para os amigos) nasceu para isto. Um verdadeiro one-man-show. Num cantinho bem decorado e acolhedor no centro de Lisboa, nos arredores do El Corte Inglês, a simpatia é verdadeira, e a comida é divinal. Sempre a inovar nos pratos e na ementa que apresenta todos os dias, o Eddy acaba de lançar a sua última invenção: o Sushi Alentejano.

Para ser sincero, só percebi o que realmente era esta nova abordagem à cozinha japonesa, quando hoje, à hora de almoço, vi o meu pedido no prato. É uma fusão de chorar por mais. A apresentação é de cozinha japonesa, mas o peixe cru fica no aquário. Dentro do tradicional Sushi, encontramos porco preto alentejano; o Gunkan Maki é transformado com migas d’alho e carne do alguidar; e temos ainda o Nigiri de Janquizinho, entre muitas outras verdadeiras inovações de alguém que é apaixonado por aquilo que faz. E quando assim é, vale a pena!

O espaço é muito pequeno, pelo que sugiro que reservem mesa, antes de se porem a caminho:

Eddys Kitchen
Rua São Sebastião, nº 109
1050-207
Tel. 21 245 05 05
Tm 96 291 93 39

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Mudança


Já fui mais céptico e racional. Já fui mais exigente com os outros. Já fui mais impaciente e intolerante com atitudes que eu não tomaria. Já fui juiz sem causa. Já acusei e apontei o dedo. Já morri e voltei a viver. Já chorei escondido. Já amei sem ter retorno. Já fugi da paixão com medo de me magoar. Já sofri por não me apaixonar. Hoje continuo a aprender, que vale a pena mudar. Hoje percebo que não é preciso ver para acreditar. Hoje sei que o melhor da vida não se vê, sente-se. Hoje recebi uma mensagem que me fez sorrir.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Cara de Pau de Loureiro


Aviso: a foto nada tem nada a ver com o meu opinanço sobre o senhor Dias Loureiro, mas acho mais apelativo colocar esta menina, do que o senhor (letra minúscula, pois o nosso "Senhor” está entre nós, e também não seria apelativo).

Três coisas sobre o senhor:

Ponto 1. Vou partir da base que o senhor está a falar verdade e que não é corrupto. Ou seja, estou a acreditar nas suas declarações e na sua tese defendida na Comissão de inquérito no Parlamento sobre as burlas ocorridas enquanto Administrador da SLN.

Ponto 2. Na minha opinião o senhor fica melhor assim, sem bigode.

Ponto 3. Não acham muita coincidência o Valentim de Gondomar também ser Loureiro, e também ser do PSD? A Judiciária até pode andar a dormir... mas consta que o Gonçalo Amaral já está escrever o seu novo Best Seller “Os Loureiros, separados à nascença – Toda a Verdade”.

Partindo desta base, esta é minha perspectiva: Se o próprio senhor reconhece que assinou papéis sem os ler, não se lembra da maior parte do que fez como Administrador, não sabia dos negócios que ocorreriam, basicamente e resumindo, o senhor era um grande incompetente na sua função e ignorante, e sem competências para assumir o cargo. Eu diria que, se este senhor trabalhasse na Autoeuropa, era menino para meter a fábrica a produzir chupa-chupas em vez de carros.

Isto para dizer que como cidadão português, eu não quero ter no Conselho de Estado (um grupo de pessoas importantes que se juntam à noite, jogam póker, fumam charutos e decidem estrategicamente, as respostas a dar a questões fundamentais para o País), um senhor que reconhece ser uma pessoa honesta (ok!) mas extremamente incompetente, ignorante e sem memória. Um verdadeiro tótó. Um perigo para Portugal.

Estou a imaginar num reunião do Conselho de Estado:

- Presidente Cavaco: meus senhores, o que vamos fazer quanto à questão dos imigrantes?

- Dias Loureiro: ó xôr Presidente, peço desculpa, mas qual é que foi a questão deles, que eu já na me lembro?

segunda-feira, 11 de maio de 2009

A Treta do Tetra


Preciso de desabafar, mas o padre do meu bairro é do Sporting e não vai entender. Sou Benfiquista desde os 7 ou 8 anos de idade. Antes disso brincava com bonecas. Desde então, a minha dedicação ao clube foi crescendo, ao ponto de ter deixado crescer o bigode quando o Chalana ficou como treinador principal do Benfica. Entretanto já cortei, e deixei crescer as patilhas, à Quique.

Ontem o dia foi de tristeza e dor... de corno, ao ver os festejos da treta do tetra para os tripeiros. E não nos desculpemos com as arbitragens, pois a compra e venda de árbitros faz parte do futebol português, e não se compreende como o Benfica compra o Aimar e não compra o Pedro Proença, que marcou o celebre penalti inexistente no estádio do murcão, que deu o empate ao FCP, alterando o rumo do campeonato, a favor deste.

O que mais me custa são as oportunidades perdidas no SLB, que escorraçou o Deco por não ter queda para a bola, entrou em conflito com o Mourinho por ele querer mandar na equipa, e renova com o Nuno Gomes, que promete cortar o cabelo quando for campeão, tal é a sua certeza de nunca lá chegar. Cheira-me que ele quer entrar nas Cheerleaders do SLB...

quinta-feira, 7 de maio de 2009

O Pai do Colombo


Acabei de chegar da inauguração do Dolce Vita Tejo, o maior Centro Comercial da Europa. Desta vez, não estão a exagerar. Levem o GPS se quiserem voltar a casa, a horas decentes. Um verdadeiro paraíso para compradoras compulsivas, e um inferno para quem as acompanha.

A festa contou com o ministro maizena, entre outras figuras tristes, que subiram ao palco para mandar uns bitaites: “Esta obra é importante para Portugal e em particular para a Amadora...” E tudo se calou. Como é que é? Nós estamos na Amadora?!. Ah pois é meus amigos. Isto do “Tejo” é só para disfarçar. Rio nem vê-lo. A coisa mais próxima deste Centro Comercial é uma coisa chamada “Moinhos da Funcheira” e outra denominada por “Casal da Mira”, locais que passam a estar no mapa depois desta abertura! É muito provável que o slogan do Dolce Vita Tejo passe de “É a tua cara” para “Vais levar na cara”. Mas não se preocupem, pois há muito espaço por onde fugir, os corredores são largos e compridos, e se disserem que vão da minha parte, tá-se bem, a malta é fixe, yo.

Ainda andei lá a perguntar, o porquê do nome “Tejo”? Ao que me esclareceram (sou mesmo ignorante), que há alguns anos atrás, mais precisamente no tempo da maria caxuxa, passava ali mesmo, o Rio Tejo, mas que entretanto secou. Claro, é óbvio!

Uma pequena nota para as obras que ainda decorriam, a algumas horas da sua abertura oficial amanhã, o que mostra a preocupação dos responsáveis em manter a tradição portuguesa, tal como acontecera com o seu filho Colombo, onde os martelos acompanharam os primeiros dias da vida do centro.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Mulheres

As mulheres são para mim um mistério, que eu não quero desvendar. Provavelmente é a interrogação permanente, que mais me fascina. Podemos acusa-las de serem complicadas, imprevisíveis, exageradas, possessivas e manipuladoras, mas o que seria de mim sem estes jogos emocionais, que no final me fazem perceber, que a mulher é mesmo assim, e que apenas a existir assim, consegue despertar o melhor que há em mim.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Promoção da semana


Todas as semanas não dispenso a leitura obrigatória da “Dica da semana” do Lidl, que para além de ser a única publicação que não opina sobre o caso Freeport, é uma montra de preços baixos, com um sortido variado, e com alguns produtos que lideram o ranking de “artigos ridículos e estúpidos, mas pode ser que alguém lhes pegue”.

Esta semana este magnífico secador de cabelo. Tem ar de ser prático, e alia o design inovador à utilidade de proteger o cabelo na rua, mesmo em dias de chuva. Não saias de casa sem ele!

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Proibido usar:


Mulheres deste meu país, façam-me um favor, não usem, não usem mesmo:

- sapatos com sola tripla. Um conselho: se não têm a altura da Heidi Klum, paciência! Não tentem ser altas e esguias, pois o verão está à porta, e a praia não engana... os tamancos ficam junto à toalha.

- calças largas tipo “hippie” com a costura do meio perto dos tornozelos, que fazem lembrar um bebé gigante a andar de fraldas (cheias);

- unhas pintadas com mais de uma côr. É muito desagradável olhar para 10 unhas e tentar decifrar as obras de arte... será uma borboleta? Ou uma joaninha? Eu acho que é um pôr do sol na praia.... Foleiro!

- piercing no umbigo é permitido, excepto nos casos em que sentada, o piercing desapareça escondido pela banhinha da barriga. Ou têm uma barriga lisa e rija ou esqueçam;

- tinta amarela no cabelo. Ou fazem um trabalho profissional, colorando todo o pêlo do corpo, ou para andar de sobrancelhas pretas e cabelo louro... é mau demais.

- fumar como se não houvesse amanhã. Está out! O fumo em nada beneficia a sensualidade de uma mulher, incluindo o sorriso amarelo.

- brilhante no dente. Desculpem, mas a última vez que uma mulher me sorriu com um “diamante” nos dentes, só me lembrei do filme “Gato Preto Gato Branco”. Qualquer coisa que reluza num sorriso, não deverá ser um artifício colado nos dentes.

- buço oxigenado. Nota-se e ponto final. Não vale a pena poupar na cera. Para além do sol descobrir algo que aparentemente passa despercebido, também pica no beijinho, e não é nada agradável.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Virgens, juntai-vos!


Quando uma pessoa pensa que já tudo foi inventado e que o Mundo está a ficar velho e chato, aparece sempre uma mente brilhante. E que tal fazermos aqui um Clube de Virgens. Oi??! (para ler com sotaque brasileiro). Exacto. O Clube foi criado em Portugal em Janeiro de 2008, e já conta com.... esperem aí... estou a acabar de contar.... 9 e vão 2 mais 7.... ok, 1 membro efectivo com as quotas em dia. De acordo. Não são muitos. Sim, é a Sócia fundadora e Presidente, mas o que é que interessa o número de sócios?! Interessa é a qualidade dos mesmos (não se aplica ao Glorioso, queremos todos, mesmo os ranhosos barrigudos).

Esta sócia é a única para já, a reunir as qualidades necessárias para ter acesso ao cartão do Clube das Virgens, chama-se Magui, tem 25 anos e está de bem com a vida, e nunca cedeu à tentação carnal. Elaborou os estatutos disponíveis no seu site, do qual destaco o artigo 2º, que fala no Convívio das Virgens e na troca de experiências. Estou a imaginar: “Olá, eu sou a Anabela, sou virgem há 43 anos, e ontem estive quase quase mas ele foi-se abaixo. Será da próxima. Não posso desistir”. Ou então: “Olá sou a Margarete, gostava de partilhar a minha experiência, mas não tenho”.

Gosto muito da ideia do cartão de sócia. Os estatutos não são claros nas vantagens, mas imagino que existam parcerias com os cinemas, lojas, hotéis, etc que permitam às virgens obter descontos, sempre importantes em tempo de crise: “São dois bilhetes para o filme do Sá Leão “Badalhocas II”, mas tenho aqui o cartão e só pago um. Obrigado.”

Uma coisa é certa: a Magui é activa como oradora, e no passado dia 27 de Abril esteve no 6º congresso internacional do “espaço t”, subordinado ao tema «O desejo», que teve a particularidade de juntar ilustres convidadas como a Ciciolina e a Paula Bobone. Deve ter sido bonito. Espero pela edição em DVD!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Celulite provoca acidentes


Épa, não me façam isto! Ontem ia-me espetando no carro da frente ao avistar estas pernas num Outdoor gigante. As pernas já por si não são curtas, agora imaginem ampliadas num painel 10 por 15 metros... É mais perigoso do que passar um vermelho no Marquês de Pombal, em hora de ponta! Se um gajo vai de telemóvel à orelha, pimba, multa... telemóvel distrai! E isto? Com pernas destas a passar-nos pelas vistas, quem é que olha para o carro da frente?! Mas temos de concordar numa coisa: a mensagem da publicidade é eficaz. Acredito perfeitamente que uma mulher, a pedalar numa bicicleta daquelas em plena areia de praia com aqueles tamancos, rebente com qualquer celulite que queira ficar por aquelas bandas. E tiro o chapéu àquela ciclista destemida. Reparem que o selim da pasteleira não tem aquelas modernices da almofadinha de gel para não assar, e mesmo assim ela aventura-se com umas cuequinhas fininhas e curtinhas e justinhas e tudo mais acabado em inhas. Valha-me Deusinhas.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Gripe Oinc-Oinc

Mas como é que a porcaria da gripe das aves passou para os porcos? Isto deve ter sido obra de alguma galinha doida e caliente que saltou para o curral do vizinho porco e pimba, lá vai disto. Deve ter sido bonito: Cocorocooocoo, oinc oinc oinc, cocoroco, oiiiiiincccc. Sempre achei o porco um animal querido e fofo, e não é por um deslize (quem não tem uma noite de loucura?!) que agora vou começar a chamar nomes ao porco, nem a discriminá-lo! Que seria de mim sem um bom entrecosto na brasa, ou uma bifana no pão?! E o belo do courato frito a pingar gordura, antes do Glorioso entrar em campo, na histórica roulote “Zeca Diabo”... Sem igual! E não é preciso vir um gajo da ASAE confirmar que o porco português está de boa saúde! Eu conheço muitos porcos, e sei, por exemplo, que o porco preto alentejano não se deixa levar por uma cantada de uma galinha chinesa qualquer. Há porcos e porcos, e os nossos são gente séria!
Minha rica Salsicha!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Tarzanismo

Se o Tarzan tivesse olho para o negócio teria dito à Jane para ir comprar umas cordas e umas plataformas de madeira e teria inventado o que hoje se chama de “Arborismo”, evitando andar sempre de tanga o resto dos seus dias. Foi preciso esperar mais alguns anitos para que surgisse esta actividade radical altamente recomendável, onde a adrenalina está na base de toda esta aventura. O cenário é realmente o habitat natural do Tarzan, com árvores altas e esguias e onde a lianas dão lugar a cordas e madeiras que permitem ligar um tronco a outro. Existem diversos níveis de dificuldade à semelhança das pistas de ski (do verde ao preto), dependendo da altura em que a travessia se faz do chão. Entre um slide pelo meio de galhos até ao equilibrismo em cima de um arame que une duas árvores a fazer lembrar “Man on Wire” mas com arnês bem apertado entre as pernas, tudo é espectável. Nunca pensei, por exemplo, que pudesse ter algum tipo de relação com uma árvore, mas a verdade é que acabei muitas vezes por ficar literalmente abraçado a um tronco, e senti que era realmente difícil largar e seguir em frente com a minha vida. São cerca de 2 a 3 horas bem passadas, que recomendo para toda a família ou grupo de amigos, seja na Serra da Boa Viagem na Figueira da Foz, no Parque Aventura, ou noutros locais que já aderiram à actividade, com preços a rondar os 15 euros por pessoa, sendo este um preço acessível para podermos libertar um grito à Tarzan do alto do seu habitat: aaahhhuuuuaaaaaaaaaa!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Real Ugly


Todos devemos estar lembrados da recente e excelente campanha publicitária da Dove (Cremes), que inovou no mercado da beleza, através da introdução de um novo conceito: “Publicidade Real”. Ou seja, as pessoas que apareciam nos Outdoors não eram retocadas no computador em Photoshop. Eram reais. Lembro-me de ver uma mulher com alguns quilos a mais, e sem que algum Informático lhe tirasse a verruga da coxa esquerda. Este facto, potenciou as vendas do produto de forma brutal. As consumidoras identificaram-se de imediato com a “Real Beauty”, que foi o claim da Campanha.

Pois bem. Os malandros do PSD não andam a dormir! Sempre na vanguarda das tendências, não se deixaram ficar e rapidamente colocaram em marcha a Campanha às eleições legislativas da Dra. Manuela Ferreira Leite. Nos Outdoors espalhados pelo País podemos ver o busto da Dra. e ler o slogan: Política de Verdade. Ou seja, ali também não há Photoshop. A Dra. é mesmo assim. Feia todos os dias, mas real! Todas aquelas rugas são mesmo da Dra. Aquelas olheiras papudas, o cabelo em forma de abajur, o buço à Cantiflas... é mesmo tudo verdade! Eu acho que isto vai aproximar a Dra. dos eleitores... com mais de 98 anos. Sem dúvida!

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Transformers da Páscoa

Se há um sítio em que o português pacato e simpático se transforma, esse lugar estranho, mas frequentemente utilizado, chama-se: carro. Exactamente. Dentro do bolinhas todo o cavalheiro se transforma no maior jagunço psicopata do asfalto. É só ouvir o motor do estupor do carro a bombar, para começar a sentir o formigueiro no pé. Para que vos quero cavalos. Toca a acelerar até ao red line. É como se de outra pessoa se tratasse. Dupla personalidade. No trabalho é lento que nem uma lesma, encosta-se e gosta de coçar os genitais. No carro é rápido que nem um trovão, estupidamente impaciente, e gosta de se encostar ao carro da frente quando atinge os 180 km/h. Encostadinho e a fazer sinais de luzes. Se demorar muito ainda levas com a buzina acorda-camelos. Até aqui tudo bem. Quem é que já não ultrapassou pela direita na autoestrada e fez um manguito para o atrasado da frente que não saía nem por nada da faixa esquerda? E é cá uma sensação de libertação... uma massagem anti-stress ao ego.

Agora: estamos no final das mini-férias da Páscoa. Domingo, 18h. Autoestrada A2. Troço Grândola - Lisboa. 40 kms de bicha. Pára - Arranca. E tenho um camelo atrás de mim, montado num BMW artilhado com faróis tipo Alexandra Lencastre, a fazer-me sinais de luzes! Pensei duas coisas: mas para onde é que este Transformer da Páscoa quer ir? E por mil diabos, onde é que andam os faróis da Lencastre?

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Rei Marialva

Ontem fui a uma aula de Body Attack. Há muito tempo que os via do lado de fora do vidro, ora a saltar, ora a bater palminhas, ora a correr às voltinhas... , sempre achei que o nome da aula nada tinha a ver com aquelas Marialvas malucas histéricas aos gritinhos sincronizados pelo meio: uhhaaaa, ihhhaa... E sempre fiquei com a minha: ali não me apanham! Até ontem. E há uma lição a tirar disto: primeiro estranha-se e depois entranha-se. Se no primeiro quarto de hora os meus movimentos faziam lembrar um trolha a chapar massa na parede, com o passar dos minutos, a música e o ritmo tomaram conta dos meus passos. Fui possuído e converti-me às Marialvas. Na parte final senti que era eu quem saltava mais alto, e gritava de forma mais estridente: uhaaai..... quando todos já abrandavam o ritmo... uma perfeita doida! Percebi o sentido do nome Body Attack: o nosso corpo é realmente atacado... não sei bem por o quê. Sei que tudo passou com o duche frio! Pronto para outra aula!